terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Iniciando a programar em Delphi

Um programa escrito no ambiente Delphi, além de possuir instruções ou comandos, possui também um conjunto de componentes inserido em um formulário, que são representados dentro da janela de código pelo conjunto de palavras-chave (vocabulário) que tem por finalidade comandar, em um computador, o seu funcionamento e a forma como os dados armazenados devem ser tratados.
Os processos de entrada e saída podem ocorrer, dentro de um computador, de diversas formas. Por exemplo, uma entrada pode ser feita por teclado, modem, leitores óticos, disco, portas USB, entre outros. Uma saída pode ser feita em vídeo, impressora, disco, portas USB, entre outras formas.
No ambiente de programação Delphi, utiliza-se para efetuar entradas e saídas alguns de seus componentes. Estes componentes podem ser encontrados na Paleta de Componentes em alguma das guias Standard, Additional, Win32, etc...
Para ser criado um programa no Delphi parte-se do princípio que todo programa será um projetoCada projeto (.DPR) poderá ter uma ou mais unidades de código(.PAS).  O arquivo executável (.EXE) terá o mesmo nome dado ao projeto, ou seja, se o nome do projeto for “prog1.dpr” o executável gerado será “prog1.exe”.

O que fazer para começar?

1º)  Criar uma pasta para armazenar os arquivos referentes ao projeto e às unidades de código (formulários), pois no mínimo teremos 8 arquivos para cada projeto.

2º) Após entrar no Delphi será gerado uma aplicação nova com o nome default  “project1.dpr”  para o projeto e “unit1. pas” para a unidade de código do formulário aberto (form1).

3º) Assim que for definido o tipo de programa a ser criado, deve-se usar o menu File -> Save All,  e salvar o Projeto e a Unit com os nomes adequados na pasta escolhida.

4º) Se for necessário começar um novo projeto, a melhor opção a ser usada é o menu File -> New Application,   que fechará todos os arquivos de algum projeto anterior e começará um novo.

Arquivos gerados no desenvolvimento

Extensão do Arquivo
Definição
Função
.DPR
Arquivo do Projeto
Código fonte em Pascal do arquivo principal do projeto. Lista todos os formulários e units no projeto, e contém código de inicialização da aplicação. Criado quando o projeto é salvo.
.PAS
Código fonte da Unit (Object Pascal)
Um arquivo .PAS é gerado por cada formulário que o projeto contém. Seu projeto pode conter um ou mais arquivos .PAS associados com algum formulário. Contem todas as declarações e procedimentos incluindo eventos de um formulário.
.DFM
Arquivo gráfico do formulário
Arquivo binário que contém as propriedades do  desenho de um formulário contido em um projeto. Um .DFM é gerado em companhia de um  arquivo .PAS para cada formulário do projeto.
.OPT
Arquivo de opções do projeto
Arquivo texto que contém a situação corrente das opções do projeto. Gerado com o primeiro salvamento e atualizado em subseqüentes alterações feitas para as opções do projeto.
.RES
Arquivo de Recursos do Compilador
Arquivo binário que contém o ícone, mensagens da aplicação e outros recursos usados pelo projeto.
.~DP
Arquivo de Backup do Projeto
Gerado quando o projeto é salvo pela segunda vez.
.~PA
Arquivo de Backup da Unit
Se um .PAS é alterado, este arquivo é gerado.
.~DF
Backup do Arquivo gráfico do formulário
Se você abrir um .DFM  no editor de código e fizer alguma alteração, este arquivo é gerando quando você salva o arquivo.
.DSK
Situação da Área de Trabalho
Este arquivo armazena informações sobre a situação da área de trabalho especifica para o projeto em opções de ambiente (Options Environment).
.EXE
Arquivo compilado executável
Este é o arquivo executável distribuivel de sua aplicação.
.DCU
Código objeto da Unit
Contém o código compilado de cada Unit, permitindo que a cada nova compilação do projeto, as Units que não sofreram alteração não precisem ser recompiladas.

O Código abaixo é gerado automaticamente a cada nova aplicação e é armazenado, por default, no arquivo unit1.pas:

unit Unit1;   // Abertura de uma nova unidade de código
Interface    //  Parâmetros dos objetos
uses
  Windows , Messages, SysUtils, Variants, Classes, Graphics, Controls, Forms, Dialogs;

type
    TForm1 = class(TForm)    // A declaração do objeto inicia aqui
     private
     { Private declarations }
     public
     { Public declarations }
 end;     // Aqui é o final da declaração
var
  Form1: TForm1;  // Atribui a variável Form1 as características do objeto TForm1
implementation             // Início da parte a ser implementada
{$R *.DFM}        // Diretiva de compilação – agrega a tela com a Unit
end.                      // Final da parte implementada
 
A estrutura do código é composta por diversas seções:

Seção unit
Declara o nome da unit.

Seção  interface
Nesta seção estão as declarações de constantes, tipos de variáveis, funções e procedures gerais da Unit/Form. As declarações desta seção são visíveis por qualquer Unit. Esta seção é formada pelo seguinte código:

    Seção uses
                Contém as units externas acessadas por este arquivo. 

    Seção type
                Declara os tipos definidos  pelo usuário.
Subseções:          Private: declarações privativas da Unit.
Public: declarações acessíveis por outras Units.

    Seção var
                Declara as variáveis privadas utilizadas.

Seção implementation
                Contém os corpos das funções e procedures declaradas nas seções Interface e Type. Nesta seção também estão definidos todos os procedimentos dos componentes que estão incluídos no Form. As declarações desta seção são visíveis apenas por ela mesma. Esta seção é formada pelo seguinte código:
{$R*.DFM} - Diretiva compiladora que inclui toda a interface, propriedades da forma e     componentes do arquivo *.DFM
{$S+} – (opcional) Diretiva compiladora que ativa verificação de pilha.

Seção uses adicional (opcional)
                Serve para declarar Units que ativam esta.

inicialization (opcional)
                Nesta seção, pode ser definido um código para proceder as tarefas de inicialização da Unit quando o programa começa. Ela consiste na palavra reservada inicialization seguida por uma ou mais declarações para serem executadas em ordem.

Outras Considerações sobre o Object Pascal:
  •         Toda instrução termina com “;” (ponto e vírgula).
  •          Os comentários podem ser de feitos usando // (para a linha) ou {} (para marcar um intervalo de texto).
  •          Não há diferença entre letras maiúsculas de minúsculas como na linguagem C, portanto,  end é o mesmo que END, ou End. 

TECLAS IMPORTANTES

Tecla
Função
F12
Alterna entre o editor de código e o form designer.
F11
Alterna entre editor de código, form designerobject inspector.
F10
Torna o foco para a janela principal.
F9
(RUN) Permite compilar e executar o projeto para testes. Este processo gera automaticamente o arquivo .EXE no diretório onde foi gravado o arquivo de projeto (.DPR).
CTRL + F9
Permite compilar o projeto sem executar. Ideal para conferência de código.
SHIFT + F12
Permite alternar entre os formulários do projeto.
Equivalente ao ícone View Form na SpeedBar.
CTRL + F2
Permite ‘destravar’ o Delphi em caso de testes onde ocorram exceções, como veremos mais adiante. (RESET)
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário